Remanescentes dos Lençóis

Neste Hiking você tem a oportunidade de conhecer uma região em transformação.

Brevemente as comunidades do Morro do Boi e Alazão serão remanejados devido a instalação das torres eólicas no interior da APA dos Pequenos Lençóis Maranhenses.

Ambiente natural de campo de dunas livres e fixas com bloqueio da deriva pelas franjas de vegetação de restingas e manguezais.

Grande concentração de aves e animais silvestres formando um verdadeiro santuário do Alazão.

As comunidades ribeirinhas do rio Preguiças, Alazão e Morro do Boi vivem da pesca artesanal no rio e no mar. Sua cultura se distingue das demais pelas formas de suas canoas tradicionais e as coberturas das cabanas com palha de buriti. Ainda utilizam os animais para trasporte de suas mercadorias pelas morrarias (Dunas).

Nesta área temos a oportunidade de observar e nadar em diversas lagoas e lagunas tendo várias espécies de peixes e gaivotas sobrevoando as dunas para acasalar e pescar nas lagoas.

Nesta região temos também a oportunidade de observar várias especies de mini sapos nas dunas ao redor das lagoas. A tartaruga pininga também faz parte deste santuário.

As características ambientais do litoral, interage de forma  que respeita à elevada salinidade, ventos fortes, grande mobilidade, impacto das partículas sólidas sobre os organismos, forte insolação e aquecimento do solo, entre outros, condicionam a vida animal e vegetal. Nesta área podemos observar várias flores e arbustos típicos alguns endêmicos,  requer estudo urgente,  as tonalidade das flores não se limita nas cores estabelecidas de época, sendo a variação de cores e tons extremamente rica. A cor da flor de muitas plantas varia mesmo a longo da temporada, perdendo a intensidade à medida que amadurece. A cor das estruturas florais varia também com factores como a intensidade luminosa a que a planta está exposta. Numa mesma planta podem mesmo surgir flores de cores distintas ou, numa única flor, as pétalas apresentam a face interna com cor diferente da externa. Esta é uma rica experiência  estética que identificamos nestes detalhes.

Na faixa mais próxima do mar, planície de deflação eólica, com lagunas na influencia da maré os problemas que se colocam aos organismos dizem respeito à maior salinidade do ar e da água e ao elevado enterramento pelas areias formando as dunas móveis. Aqui esta o ponto mais critico da instalação das torres eólicas com o soterramento com sedimentos elevando a superfície. Onde naturalmente, mais para o interior, iniciava-se as dunas moveis de formação parabólicas – dunas com forma de crescente (ou de parábola em plano) sendo a concavidade voltada para o lado de onde vem o vento, também as dunas barcanas com a mesma forma das parabólicas, mas a concavidade fica do lado oposto àquele de onde vem o vento. Continue reading “Remanescentes dos Lençóis”

Advertisements

Inspire sua próxima aventura no deserto.

Neste vídeo podemos observar toda similaridade entre os desertos.

Aprenda de forma didática como os grão de areia viajam pelo interior do deserto

Nos Lençóis Maranhenses você pode deslumbrar toda esta dinâmica existentes nestes ambientes naturais milenares

Com o poder de sua imaginação podemos nos Lençóis Maranhenses compreender exatamente como é formada uma duna livre que viaja literalmente pelo interior do Parque Nacional. Nos lençóis este deslocamento chega a 5 metros a cada ano.

Aqui no deserto de Namibia na África é um mundo em movimento. Sendo varrido areia a dentro assim como nos Lençóis por poderosos ventos, marés de areia são empurrados a partir das franjas agredidas sobre o Oceano Atlântico em uma jornada épica através do interior sombrio.

Esta é a história notável de uma  duna  viajando e como ela influencia as diferentes comunidades de animais e plantas ao longo de sua vida útil 150 mil anos. Espectacular térmica, infravermelho, lapso de tempo e imagens de história natural – combinado com gráficos inovadores de dunas marchando – pintar o deserto como nunca foi visto antes.

trekking@espiritodeaventura.com.br

Lagoa da Esperança

Passeio sazonal feito somente pelo período da tarde entre os meses de outubro até fevereiro.

A travessia do rio preguiças feita na localidade Maria Basto percorrendo em seguida no veiculo off roud 4×4 a distancia de 23 km.

Esta lagoa formada pela interrupção do curso do Rio Negro provocado pelo encontro com o campo de dunas que concentra suas águas formando a imensa lagoa, seu curso d’água infiltra sobre o solo e percorre por baixo do campo de dunas surgindo o Rio Negro na época das chuvas em direção ao mar. Desta forma esta lagoa é perene e não se situa dentro do campo de dunas, mas sim na borda. A lagoa da esperança faz o limite geográfico dos municípios que compõe o Parque Nacional de Barreirinhas e Santo Amaro.

Hike de nível de dificuldade baixo ideal para qualquer idade, sempre acompanhado do condutor ambiental. Unica restrição no momento da descida da duna, pessoas com dificuldade ou deficiência é recomendado descer escorregando pela duna.

A pequena caminhada pode ser estendida para o interior do campo de dunas, sendo impossível banho em outras lagoas devido a grande distancia.

Este passeio pode ser complementado com atividade aquatica Stand Up Paddle e caiaque.

Local ideal para camping, observação do céu noturno e pernoite em casa de nativos perfil Cama, Café & Aventura