Remanescentes dos Lençóis

Neste Hiking você tem a oportunidade de conhecer uma região em transformação.

Brevemente as comunidades do Morro do Boi e Alazão serão remanejados devido a instalação das torres eólicas no interior da APA dos Pequenos Lençóis Maranhenses.

Ambiente natural de campo de dunas livres e fixas com bloqueio da deriva pelas franjas de vegetação de restingas e manguezais.

Grande concentração de aves e animais silvestres formando um verdadeiro santuário do Alazão.

As comunidades ribeirinhas do rio Preguiças, Alazão e Morro do Boi vivem da pesca artesanal no rio e no mar. Sua cultura se distingue das demais pelas formas de suas canoas tradicionais e as coberturas das cabanas com palha de buriti. Ainda utilizam os animais para trasporte de suas mercadorias pelas morrarias (Dunas).

Nesta área temos a oportunidade de observar e nadar em diversas lagoas e lagunas tendo várias espécies de peixes e gaivotas sobrevoando as dunas para acasalar e pescar nas lagoas.

Nesta região temos também a oportunidade de observar várias especies de mini sapos nas dunas ao redor das lagoas. A tartaruga pininga também faz parte deste santuário.

As características ambientais do litoral, interage de forma  que respeita à elevada salinidade, ventos fortes, grande mobilidade, impacto das partículas sólidas sobre os organismos, forte insolação e aquecimento do solo, entre outros, condicionam a vida animal e vegetal. Nesta área podemos observar várias flores e arbustos típicos alguns endêmicos,  requer estudo urgente,  as tonalidade das flores não se limita nas cores estabelecidas de época, sendo a variação de cores e tons extremamente rica. A cor da flor de muitas plantas varia mesmo a longo da temporada, perdendo a intensidade à medida que amadurece. A cor das estruturas florais varia também com factores como a intensidade luminosa a que a planta está exposta. Numa mesma planta podem mesmo surgir flores de cores distintas ou, numa única flor, as pétalas apresentam a face interna com cor diferente da externa. Esta é uma rica experiência  estética que identificamos nestes detalhes.

Na faixa mais próxima do mar, planície de deflação eólica, com lagunas na influencia da maré os problemas que se colocam aos organismos dizem respeito à maior salinidade do ar e da água e ao elevado enterramento pelas areias formando as dunas móveis. Aqui esta o ponto mais critico da instalação das torres eólicas com o soterramento com sedimentos elevando a superfície. Onde naturalmente, mais para o interior, iniciava-se as dunas moveis de formação parabólicas – dunas com forma de crescente (ou de parábola em plano) sendo a concavidade voltada para o lado de onde vem o vento, também as dunas barcanas com a mesma forma das parabólicas, mas a concavidade fica do lado oposto àquele de onde vem o vento.

trekking@espiritodeaventura.com.br

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s