Atins é área de amortecimento da Unidade de Conservação

O povoado de pescadores Atins esta inserido numa região de extrema importância ecológica.

Existem algumas restrições que deveriam ser cuidadas e nesta postagem vamos ressaltar a importância da não introdução de plantas exóticas  e muito menos a plantação de árvores que não fazem parte do ambiente natural da unidade.

Esta falta de cuidado na conscientização da importância de manter o ambiente natural integro tem feito a proliferação de plantas introduzidas ilegalmente na região.

É fácil de ver na Ponta do mangue, Canto do Atins e até mesmo nos oásis Baixa Grande e Queimada dos Britos.

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é Unidades de Proteção Integral: as áreas consideradas Unidades de Proteção Integral são regidas por regras mais severas que visam a proteção da natureza, ou seja, os recursos naturais não podem ser usados diretamente. Exemplos de utilização desses locais: recreação em contato com a natureza, turismo ecológico, pesquisa científica, educação e interpretação ambiental, entre outras.
As categorias de proteção integral são: estação ecológica, reserva biológica, parque, monumento natural e refúgio de vida silvestre.

Temos que busca uma consciência ambiental crítica junto aos moradores, despertando o sentimento de pertencimento e afetividade pela Unidade de Conservação. A introdução de culturas estrangeiras em unidade de conservação é totalmente conflitante neste sentido.